quarta-feira, 29 de abril de 2015

Penas ao vento

..Um antigo conto judaico ilustra bem os efeitos de espalhar tagarelice maldosa. Apresentada em variadas versões, a essência da historia é a seguinte: "Certo homem percorreu a cidade caluniando o sábio do local. Mais tarde, o tagarela deu-se conta do dano que causara e dirigiu-se ao sábio para pedir perdão, prontificando-se a fazer qualquer coisa para reparar o seu erro. O sábio só tinha um pedido: que o caluniador apanhasse um travesseiro de penas e o abrisse, spalhando as penas ao vento. Embora intrigado com o pedido, o tagarela fez o que lhe foi mandado e, daí, voltou a falar com o sábio. "Estou perdoado? , perguntou. "Primeiro, vá e ajunte todas as penas", respondeu o sábio. "Mas como? O vento já as espalhou."" "Reparar o dano causado pelas suas palavras é tão difícil como recolher todas as penas." A lição é clara. Uma vez proferidas, as palavras não podem ser recuperadas, e talvez seja impossível sanar o mal que causaram. Antes de divulgar alguma tagarelice, será sensato nos lembrar de que, ao fazer isso, estaremos como que prestes a ESPALHAR PENAS AO VENTO...

http://meditacao.spaceblog.com.br/1617545/Penas-Espalhadas-ao-Vento/

Nenhum comentário:

Postar um comentário