segunda-feira, 4 de julho de 2011

Retiro Paroquial e Visita ao Memorial Ir.Dulce


Click na foto para aumentá-la

Enquanto a Bahia celebrava a sua Independência, a nossa paróquia realizava um retiro com a participação de dezenas de paroquianos. Aconteceu no salão paroquial da igreja dos Mares. Foi muito enriquecedor e através do discurso do pároco pudemos despertar ainda mais a nossa identidade de cristãos. Refletimos diversos aspectos de nossa vida de fé: [Devemos compreender a relação pessoal com Cristo através do batismo; Jesus continua nos enriquecendo com sua Palavra; As experiências de acolhida, de amor e de serviço é que nos caracteriza como filhos de Deus; Há entre muito uma busca religiosa de momento e infelizmente a perspectiva da cruz se distancia de nós quando buscamos a Deus de forma superficial; Qual é a identidade da igreja? Para que serve a igreja? A igreja serve para evangelizar...]. Estes foram alguns pontos colocados durante o retiro e que provoca a nossa de vivencia missionária pessoal e em comunidade.   

Foram apresentados alguns vídeos sobre a história de Irmã Dulce e seu testemunho de fé e caridade. Desta forma, tomamo-la como modelo de quem não apenas falou em caridade, mas viveu toda a sua vida em prol dos mais necessitados. Aproveitando o ensejo queremos agradecer nesta postagem ao padre Pedro pela hospitalidade de nos ceder o espaço para que o encontro acontecesse.

De acordo com a proposta, após o encontro no salão paroquial, seguimos em uma pequena romaria até a igreja da Imaculada Mãe de Deus. Caminhamos e ao mesmo tempo rezamos juntos o terço, até chegar a igreja de irmã Dulce para que lá fosse encerrado o encontro paroquial. Com o coração iluminado e a mente mais consciente sobre a vida de irmã Dulce, fomos à direção ao seu Memorial e inicialmente visitamos o túmulo da freira. 

Em volta do túmulo, todos permaneceram em silencio e em contemplação através da oração e também da leitura silenciosa de alguns dizeres de irmã Dulce. Na oportunidade também conhecemos algumas relíquias da freira: a reprodução de seu quarto, a sanfona que ela tocava, imagens, etc. E também participamos da adoração ao Santíssimo na capela Santo Antônio, local onde o Papa João Paulo II orou após a sua visita à freira.

Os paroquianos que vivenciaram toda essa experiência de fé no retiro, na romaria e na vida dessa serva de Deus com certeza volta para suas casas mais fortalecidos na fé e mais conscientes do que é tomar a sua cruz, seguir a Jesus e fazer caridade.  


    Nenhum comentário:

    Postar um comentário